Correção de aneurisma de artéria renal com oclusão por endoprótese aórtica

Caron FC, Perotti A, Rocha LP, Primo C, Gonçalves SC, Almeida D, Erzinger FL, Araujo WB, Nejm CS, Timi JR

Justificativa

O tratamento endovascular de pacientes com aneurisma da artéria renal vem ganhando espaço com o desenvolvimento de novas técnicas e materiais nos últimos anos. Esta modalidade de tratamento é menos invasiva e apresenta menor morbidade pós operatória. A seleção de pacientes candidatos a cirurgia endovascular deve ser criteriosa e individualizada, respeitando-se principalmente aspectos relacionados a anatomia vascular, comorbidades e risco cirúrgico. No relato a seguir será descrita uma abordagem inovadora de tratamento endovascular de aneurisma de artéria renal.

Método

Relato de caso.

Resultados

Paciente masculino, 67 anos, fez tomografia de abdome para acompanhamento de câncer de próstata que diagnosticou aneurisma de artéria renal direita com início justa aórtico, medindo 51mm em seu maior diâmetro. Evidenciado também rim direito atrófico e rim esquerdo vicariante. A cintilografia renal com DMSA mostrou rim direito excluso. Foi optado pelo tratamento endovascular com anestesia local, utilizando endoprótese customizada com fenestra para a renal esquerda ocluindo assim o óstio da artéria renal direita. Realizado o implante da endoprótese e observado na arteriografia de controle que o óstio da artéria mesentérica superior estava parcialmente obstruído pela endoprótese. Optado por angioplastia com stent da mesma que foi realizada sem intercorrências. O paciente evoluiu bem e recebeu alta em 48 horas.

Angiografia inicial
Endoprótese customizada
Angiografia final

Conclusão

O tratamento endovascular do aneurisma da artéria renal com oclusão do óstio da artéria renal com endoprótese fenestrada mostrou ser um método eficaz e de baixa morbimortalidade para pacientes com o rim já excluso.

Instituição

Serviço de Cirurgia Vascular, Endovascular e Ecografia Vascular com Doppler. Instituto da Circulação, Curitiba, PR. Brasil;

Informações adicionais

As informações contidas nesta página foram apresentadas no seguinte evento:

39º. Congresso Brasileiro de Angiologia e Cirurgia Vascular, 2011, São Paulo, SP. Brasil

Certificações / Titulos

Passe o mouse para ampliar

Destaques

Uma agulha é introduzida na veia comprometida guiada por imagens de ecografia vascular e realizamos a injeção da espuma esclerosante.

Espuma ecoguiada

Consiste no disparo do Laser através da pele promovendo a destruição da varicosidade pela dissipação de calor intenso, localizado e seletivo.

laser transdérmico

O tecido alvo reage com a energia da luz, O procedimento é minimamente invasivo e não requer anestesia geral.

laser endovenoso

É um tratamento para o refluxo venoso superficial, uma alternativa menos invasiva a cirurgia tradicional.

radiofreqüência

Importante:

As informações contidas neste site têm caráter informativo e educacional. De nenhuma forma devem ser utilizadas para auto-diagnóstico, auto-tratamento e auto-medicação. Quando houver dúvidas, um médico deverá ser consultado. Somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA.

Responsável Técnico: Dr. Walter Jr. Boim Araujo - CRM: 19850-PR;

Especialista em Cirurgia Vascular (RQE nº 14638); Ecografia Vascular com Doppler (RQE nº 333); Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular (RQE nº 1489).

Desenvolvido por: Paulo Henrique